de uma vila à outra

No ato de fazer, está implícito a capacidade de transpor e transformar. De uma vila para outra, a cultura periférica resiste, sua evolução deve-se ao ato de fazer/realizar e sua inspiração vem de concepções sócio culturais que pavimentam nossa história.

ANDRÉ KAJAMAN, artista multidisciplinar, brasileiro e autodidata, bebe na fonte do que podemos chamar de, “psicografia urbana” onde memórias antepassadas elevam a inspiração do artista através da música, padronagens étnicas e o grafismo. Onde independente do suporte, um diálogo involuntário é proposto ao observador, suas obras nascem a partir de memórias afetivas contidas em materiais descartados, pinceladas livres, formas orgânicas e cores vibrantes que são a marca registrada do artista.

Da Vila Operária (RJ), onde nasce o Meeting Of Favela (MOF), que está em sua 15o edição, considerado como o maior mutirão de arte urbana do mundo, tem André Kajaman como seu idealizador e fundador.

Para Vila Madalena (SP), que traz para o mundo uma enorme vitrine com o real legado da arte.

“DE UMA VILA À OUTRA” traz a conexão de dois pólos fomentadores da arte do graffiti e seus fazedores. “A Vila que Vila lá, Vila cá!”

Obras desta Expo

Catálogo das obras